Imprimir
Categoria: Noticias
Visitas: 1786

A União das Freguesias realizou no ano de 2015 um forte investimento na retificação de caminhos agrícolas, melhorando o acesso dos fregueses aos seus terrenos. Como explica o presidente da União das Freguesias, Delfim Morgado, muito dos caminhos começaram a ficar degradados e intransitáveis com o crescimento dos matos, e com o inverno vão aluindo as barreiras de terra e a erosão das águas abre regos profundos. Como as populações pediam estes trabalhos, aproveitou-se e procedeu-se ao alargamento onde foi necessário, de modo a permitir o acesso às máquinas agrícolas de maior largura. 

 

 Entre estes os caminhos que sofreram intervenções foram o caminho das corgas na aldeia do Mezio, servindo as estufas da Ervital e para o campo de demonstração das actividades da mesma empresa. No caminho foram realizados trabalhos de alargamento, as linhas de água e valetas, bem como a colocação de “Tout Venant”. 

 v

A intervenção no caminho que faz a ligação da aldeia do Mezio - Moura Morta procedeu-se ao alargamento do mesmo bem como a pavimentação em calçada nos locais com mais inclinação. Na passagem do rio vidoeiro alargou-se o pontelo bem como a colocação de resguardos e muros de suporte. 

  

Na aldeia de Moura Morta foi retificado um caminho agricola que dá acesso aos lameiros. Os trabalhos realizados foram o alargamento da plataforma, realizadas as linhas de água bem como a construção dos muros de suporte com a pedra local e a vedação dos terrenos. 

O executivo realça o investimento efectuado no alargamento dos caminhos, que permitem a passagem dos tractores e alfaias agrícolas de alguma dimensão é que se poderá dar continuidade ao trabalho na terra, ajudando a combater o seu abandono.