Imprimir
Categoria: Autarquia
Visitas: 3077

 

Mezio

A memória desta aldeia remonta a tempos idos dos quais não temos muitos relatos. No entanto aparece nos documentos medievais sob a forma de Homizio ou Omizio pelo que é relacionado por Gonçalves da Costa com algum caso de homicídio. Segundo as inquirições de 1258 a “Villa de Homicido fuit de honore de meono Egea et modo milites habent Homicidium”, sendo honra de Egas Moniz. Por este facto um documento de 1265 relata-nos que o Mezio “andava com a honra e beetria de Britiande”. Por outro lado, há autores que defendem que o nome da freguesia deriva do rio que aqui existia designado de Omezio.

Após a morte de Egas Moniz, a honra do Omezio ficou para sua filha, D. Urraca, que por sua vez a deixou em testamento a D. Mafalda que a doou ao mosteiro de Arouca. No século XIV, D. Pedro, conde de Barcelos, era o senhor destas honras passando, posteriormente, a seu filho o conde de Viana, seu homónimo.

Mais tarde o cadastro de 1527 designa o Mezio por “lugar e honra” e atribui-lhe 34 moradores e mais 5 na quintâ de Valabrigoso, do termo, sendo por esta altura um concelho que pertencia ao Mestre Santiago.

O autor Gonçalves da Costa refere, ainda, na sua obra História da cidade e Bispado de Lamego”, um documento datado de 1614 que D. Filipe II mandou tombar os concelhos da região. No entanto o autor do Tombo diz que “só o concelho de Omezio nan sei para onde tombou o seu, porque fundado em grande dolo ou malícia, ou para que nan podessem constar a falsidade com que enganaram os reverendos opponentes dizem que o tem perdido”. Vicente Ribeiro de Meireles, em 1689 afirma o Omezio como concelho de coroa com juiz ordinário, vereador e procurador, incluindo também a aldeia de Vale Abrigoso, sendo esta informação confirmada na Memórias Paroquiais escritas em 1758. Nos últimos tempos o concelho compreendia duas freguesias: o Mezio e as Monteiras, tendo sido extinto em 1834.

Esta freguesia dista doze quilómetros da sede do concelho ocupando de área 12,12 quilómetros quadrados. Compreende os lugares de Cimo de Aldeia, Eido, Mezio, Rua e Vale Abrigoso, com 521 habitantes. Fica situada na encosta de um monte cercada de terrenos incultos pelo facto do clima ser frio e húmido, no entanto ainda se produz cereais, com o trigo, milho e centeio, a batata, produtos hortícolas e a castanha.